VIABILIDADE

1180 photo Viabilidade1180.jpg

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Consultoria Revenue Management Hotelaria

Diz-se que o "hábito faz o Monge" embora se trate de um dito popular, isso não funciona assim com tudo o que se nos depara na vida.
Consultoria no Aulet digital:
(con.sul.to.ri:a) 
sf.
  1  Ação ou resultado de dar consulta, conselho, parecer etc. (consultoria jurídica, consultoria econômica) 
  2  P.ext.  Cargo ou local de trabalho de consultor 

 [F.: consultor + -ia1.]


CONSULTORIA
As ofertas de serviços da Consultoria contemplam soluções completas para ajudar os líderes
empresariais na escolha da melhor estratégia e no aprimoramento da gestão de processos, tecnologias, projetos, pessoas e riscos.
De uma forma geral, estas soluções estão agrupadas em grandes frentes de atuação a saber: 
  1. Diagnóstico
  2. Estratégia   -- 2.1. Mercadológica 2.2 Financeira 2.3 Operacional.
  3. Capital Humano (Passivel de Formação)
  4. Eficiência e WOW
  5. Gestão de projeto
  6. tecnologia ( conhecida de mercado e ou Própria - Cada caso é um caso - O grande consultor produz as ferramentas para cada caso)
  7. Riscos
  8. Centro de Serviços. 

Ao necessitar de um consultor quem uma empresa escolheria? Alguém com now how, um executivo que por sua vivência de mercado e conhecimentos de direção já mais que uma vez, passou o grau de eficiência de 10 para 192% em 14 meses ou um desempregado que por falta de opção, vira consultor.
Infelizmente o conturbado mercado hoteleiro de hoje o que mais tem são ditos consultores, que não passam de desempregados que o mercado não aceita, e que se jogam no mercado encostados em "nomes importantes" mas de quem o mercado já ouviu falar mas não conhece seus "modus Operandi". 
E é exatamente este o tipo de consultor que infesta um mercado que tentamos tornar sério.
Dão prazos predeterminados para diagnósticos e falam de Revenue Management como se isso fosse uma ferramenta de vendas. Revenue Management não é uma Ferramenta e muito menos de vendas. É sim e só a Mais avançada e compensadora Filosofia de Gestão que a Hotelaria Mundial já conheceu e que no Brasil anda sendo difundida ainda erroneamente, tenho a grata satisfação de ter entendido, que bons executivos de importantes grupos já veem entendendo e me ajudando a difundir isso.
E sem o conhecimento profundo de RM fazer o Lucro de um Hotel passar de 30% poderíamos dizer que é mero acaso, são casos pontuais e que futuramente chamam de "diferenças de mercado".
Mercado, como todos sabemos é algo criado e nós somos os criadores, então não há mercados ruins há criadores incompetentes ou com pouco conhecimento.
Mas para elucidar vamos ao verdadeiro sentido de Revenue Management:
Revenue Management é a arte do posicionamento estratégico, maximizando lucros e antecipações ao mercado com base nas previsões de demanda que otimiza resultados com base em cálculos contínuos de economia e finanças e de disponibilidade que deve ser usado na totalidade dos departamentos de toda a empresa onde esta prática possa ser implementada.

No caso da hotelaria assim como um grande Número de industrias o RM pode ser usado na sua plenitude.

É com esta base, e por entender agora porque nossa gestão sempre deu resultados nunca alcançados por ninguém, que resolvemos não só formar executivos na prática correta do Revenue Management, como dar consultoria com vista a maximizar lucros e para provar isso tanto a nossa maior remuneração como consultores, e como administradores de Hotéis e restaurantes é fundamentada nos resultado de nossa gestão, ou seja, recebemos sobre os lucros do nosso resultado.

Foi com esta premissa que a  Águia Consultoria e a SH - hotelaria se uniram e formaram a:




 ´
Onde impera a competência e a remuneração sobre resultados adquiridos.
Um desempregado ou um profissional conhecedor de Gestão Hoteleira eficiente e fundamentada em resultados? O mercado oferece ambos.

                                                                                   


TODOS TEMOS DIREITO AO LIVRE ARBÍTRIO



domingo, 6 de janeiro de 2013

Saiba como manter os aparelhos da Apple protegidos nas viagens de férias

Ao levar seu iPhone, iPad ou Mac ao seu destino de férias, é bom redobrar os cuidados para evitar dores de cabeça.
Quando você cai na estrada, é fácil ficar paranóico – especialmente se estiver carregando milhares de dólares em equipamentos de tecnologia. É possível aliviar um pouco essas preocupações ao tomar algumas medidas de segurança para evitar que uma pessoa mal-intencionada leve embora seu iPhone, iPad ou Mac.
Use o bom-senso
Se você não está acostumado a andar por aí com uma máquina cara, não se esqueça dessas precauções.
Não deixe os aparelhos “jogados” em algum lugar: Não deixe seu MacBook, aparelho iOS ou qualquer outro em uma mesa ou balcão de um café ou estabelecimento e saia para fazer algo ou vire as costas. Esses gadgets são muito fáceis de serem levados.
Não deixe malas, bolsas ou mochilas desprotegidas: O mesmo conselho vale para uma mala que tenha dentro seu smartphone, tablet, ou notebook da Apple (ou outro fabricante). É simples para um ladrão pegar uma mochila ou bolsa de mão sem atrair a atenção, especialmente nas férias, feriados e final de ano quando os locais ficam mais cheios.
Não use os aparelhos em locais considerados inseguros: Não pegue aquele iPhone ou iPad novinhos em folha em uma área em que elees podem ser facilmente roubados. Isso significa uma rua escura e isolada ou uma locais com multidões, como pontos turísticos e afins.
Não se importe com travas para notebooks: Já usei esses cabos em meus MacBooks, mas a Apple deixou os seus notebooks tão finos que eliminou os pontos de segurança para isso.
Proteja seus aparelhos com senhas
E se um ladrão roubar seu aparelho da Apple for apenas o início do problema? Pode ser mesmo, caso você não tenha tomado medidas básicas para proteger seus dados.
Coloque senha de acesso no iPhone e iPad: Apenas porque alguém colocou as mãos no seu iPhone ou iPad, isso significa que essa pessoa terá acesso irrestrito a todos os seus e-mails, contatos e outras informações sensíveis. Mesmo que você não use uma senha ou algo do tipo, habilite essa opção antes de viajar. A partir do iOS 4, esse processo de travar um smartphone ou tablet evita o acesso ao aparelho e protege os dados armazenados nele por meio de criptografia.
Proteja seu MacBook com uma senha: Você realmente quer fazer parte daquele grupo de pessoas que comprometeram dados importantes ao deixar um notebook “jogado” e desprotegido?
Abra o utilitário Keychain Acess (na pasta Aplicativos/Utilitários), e então selecione Keychain Acess > Preferências. Selecione o status Mostrar Keychain (Show Keychain) na barra de opções do menu. Agora, sempre que você sair de perto do seu computador, pode selecionar o ícone de cadeado e selecione Travar Tela (Lock Screen). É possível automatizar esse processo: vá até Preferências de Sistema (System Preferences) e abra o painel Segurança & Privacidade (Security & Privacy). Clique na aba geral e selecione a opção Exigir Senha (Require Password) imediatamente após o modo sleep ou a proteção de tela começar. É possível ajustar o período de tempo para isso usando o menu drop-down ao lado.
Criptografia para a máxima proteção
Se você quer ter certeza de que os dados do seu computador não podem ser acessados por um criminoso mais do que casual e/ou que possui todo o tempo do mundo, sua melhor aposta é a criptografia total de disco (FDE, de full-disk encryption, em inglês). A FDE cria uma chave forte de criptografia, que ela usa para cifrar todo o seu HD (disco rígido). A chave fica na memória do aparelho enquanto você está em uma sessão ativa, e é eliminada sempre que ele for desligado.
Um sistema protegido por FDE só pode fazer backup enquanto está ativo. Isso evita que qualquer um (incluindo o governo e você) de recuperar seus dados sem o login e senha ou um código de acesso apropriado.
Criptografe seu HD com o FileVault: Desde o OS X Lion, a Apple fornece a opção embutida de criptografia total de disco por meio do FileVault 2. Não é possível recuperar os dados de um disco protegido com o FileVault sem os dados de acesso e senha da conta. Caso você não goste das opções e configurações do FileVault, outra opção é o aplicativo de terceiros Sophos SafeGuard.
Criptografe arquivos e drives importantes: Você pode criptografar HDs externos, discos virtuais (imagens de discos), e arquivos individuais usando o recurso Utilitário de Disco/Disk Utility (embutido no OS X) e outras ferramentas gratuitas e pagas. Além disso, a Apple adicionou criptografia de HDs externos pelo Finder no Mountain Lion.
Confie na criptografia embutida do iOS: Quase todos os aparelhos iOS possuem criptografia de hardware embutida. Quando o código de acesso está acesso (impossibilitando o acesso), os dados são inrecuperáveis a não ser que o aparelho tenha jailbreak ou alguma outra alteração/dano. Essa proteção é automática e só está ausente do iPhone original, do iPhone 3G, e das duas primeiras gerações do iPod Touch. A criptografia de hardware também permite uma rápida “limpeza à distância”.
Encontre um aparelho roubado ou perdido
Mesmo que seu aparelho da Apple tenha sido roubado ou você simplesmente tenha perdido-o em uma viagem, é possível recuperá-lo se tiver feito esse planejamento prévio. Programas de recuperação de aparelhos para sistemas mobile e desktop podem rastrear um produto desde que ele esteja conectado a uma rede de Internet (Wi-Fi ou 3G).
Com a localização em mãos, a polícia normalmente está mais disposta a ir até uma casa ou estabelecimento comercial, uma vez que frequentemente encontraram outros produtos roubados junto com o aparelho da Apple levado. 
A opção mais simples é usar o serviço Encontre meu iPhone (Find My iPhone), da Apple, que também possui versões para iPad e Mac (podendo ser ativado no painel de preferências do iCloud no Mountain Lion). Para usar a ferramenta localização, que mostra o gadget em um mapa, é preciso fazer login e acionar sua conta do iCloud. Depois, é possível ver a localização por meio de aplicatios iOS, de Mac ou diretamente no navegador (no site do iCloud). O serviço também permite ao usuário travar e/ou limpar remotamente os dados de seu aparelho, além de acionar um alarme de som que toca para chamar atenção sobre o aparelho ou ainda enviar um número pelo Encontre Meu iPhone para que uma possível boa alma te ligue caso encontre o gadget.
Opções de terceiros incluem Gadget Track para Mac (US$20) e para iPhone, iPad e iPod (US$4); o Undercove para Mac (US$49) eUndercover para iPhone/iPad (US$5), além do Lookout para aparelhos iOS (gratuito).
Em todos os casos, o software precisa ser instalado e configurado antes de o aparelho ser roubado ou perdido. Também é altamente recomendável realizar testes com o programa para ter certeza de que tudo está funcionando corretamente.
Sempre esteja preparado
Nunca é fácil lidar com a perda ou roubo de um aparelho eletrônico que contém informações pessoais e de trabalho. Ao tomar medidas para proteger seus sistemas antes de cair na estrada (ou pegar o avião), você pode “derrotar” os ladrões antes mesmo de eles fazerem qualquer coisa.