VIABILIDADE

1180 photo Viabilidade1180.jpg

domingo, 25 de janeiro de 2015

Análise do cenário de ocupação hoteleira pós Copa em São Paulo

O Nosso Amigo Roberto Vidal publicou em seu site A postagem que estou aqui reproduzindo. Fiz nela um comentário que gerou vários outros em nosso grupo no LinkedIn.
"O país passou por grandes mudanças relacionadas ao turismo e à hotelaria. Muitos investimentos e crises econômicas ditaram o tom das médias de ocupação e das diárias médias.
Em um recorte específico sobre a hotelaria na cidade de São Paulo, terra do turismo de negócios, é possível ver no gráfico a seguir que o maior pico em média de ocupação se refere ao ano de 2011.
Após 2011, o turismo no Brasil foi assolado por diversas crises que impactaram diretamente no setor. Neste mesmo ano, o Brasil perdeu posições em um ranking mundial de competitividade no setor do turismo ficando em 7º lugar na América Latina e 52º no ranking mundial. O relatório é elaborado pelo Fórum Econômico Mundial.
Analise-de-cenario-ocupacao-hoteleira1
Na pesquisa realizada mensalmente pelo Observatório do Turismo, a comparação do mesmo período (setembro) desde 2005, a média de ocupação do ano de 2011 é a mais alta.
O ano de 2014 ainda não acabou, e pode-se ver claramente que a Copa do Mundo não impulsionou o aumento de ocupação na capital de São Paulo como o esperado, talvez por haverem jogos em outras capitais mais atraentes em termos de entretenimento.
E embora a média de ocupação do ano de 2014 não tenha aumentando a ponto de ultrapassar o índice de 2011, a média anual da diária média, por outro lado, tem aumentado gradativamente no decorrer dos anos. O pouco crescimento na ocupação e o aumento na diária média foram previstas na pesquisa “Panorama da Hotelaria Brasileira 2013-2014”.
Analise-de-cenario-ocupacao-hoteleira2
Apesar do cenário pouco animador, o turismo nacional desfruta de muitos investimentos e, conseqüente, crescimento após o anúncio de grandes eventos no país. Passada a Copa do Mundo, o Brasil abrigará ainda as Olimpíadas 2016 no Rio de Janeiro e novos empreendimentos são previstos até lá.
Panorama de Investimento Nacional
Para ilustrar o crescimento e os investimentos em âmbito nacional, a empresa de consultoria e investimentos BSH International, com o apoio do Ministério do Turismo, realizou a pesquisa “Investimentos no Brasil: Hotéis e Resorts” onde afirma que o Brasil terá pelo menos 422 novos empreendimentos de hospedagem, no parque hoteleiro nacional até 2016.
Conforme a pesquisa da BHS International, entre 2011 a 2013 cerca de 154 empreendimentos foram inaugurados no país, gerando mais de 11 mil empregos diretos. O investimento significou a injeção de R$ 3,3 bilhões na construção de 21,3 mil novos quartos para visitantes no Brasil.
Fonte:
Observatório do Turismo
Panorama da Hotelaria Brasileira 2013-2014
Investimentos no Brasil: Hotéis e Resorts
Ranking Mundial de Competitividade – Fórum Econômico Mundial"
Esta mesma postagem também está em Profissionais Hoteleiros